EPI na construção civil: a importância da utilização

O uso de EPI na construção civil é de extrema importância pelo risco de acidente que o trabalho está sujeito em um canteiro de obra.

A não utilização do equipamento de proteção individual por parte do trabalhador, no canteiro de obra, pode ocasionar acidentes com maior gravidade e que necessitem de maiores cuidados médicos.

Além do uso de equipamentos de segurança, a empresa deve atentar em disponibilizar informações sobre as melhores condutas de segurança nas construções.

Investir em treinamentos e reuniões periódicas que tenham como foco os principais detalhes de como evitar acidentes dentro do canteiro de obras, já que o descuido dos profissional pode causar danos à própria vida e aos seus companheiros.   

Segundo pesquisas a desatenção do trabalhador é o principal motivo dos acidentes. Por isso, que o uso de Equipamento de Proteção Individual na construção Civil é essencial para suprir e proteger de possíveis danos à saúde e da equipe.

A prática de segurança deve ser um ato praticado em todas as etapas da obra.

Dessa forma é possível evitar acidentes como o impacto de objetos, ruídos, quedas, produtos químicos, biológicos e a ergonomia, pois o trabalhador está sujeito a danos internos e externos ao seu corpo.

Equipamento de proteção individual na construção civil

Em qualquer organização, independentemente do seu porte, a segurança dos colaboradores e o seu conforto devem ser prioridades inegociáveis.

É essencial reconhecer a importância vital do EPI em obra e em situações onde as atividades de trabalho apresentam riscos significativos à saúde humana, sejam eles físicos, químicos, biológicos ou outros.

Garantir a segurança no local de trabalho não é apenas uma obrigação legal, mas também um investimento inteligente.

O que é EPI?

O Equipamento de Proteção Individual (EPI), desempenha um papel fundamental na segurança dos funcionários no ambiente de trabalho.

Seu objetivo é proteger os profissionais contra acidentes e garantir sua saúde ocupacional. Em setores como na construção civil e atividades operacionais de fábrica, onde há riscos à saúde, o uso de EPIs em obras são obrigatórios.

De acordo com a Norma Regulamentadora nº 6 (NR 6), as empresas são responsáveis por fornecer gratuitamente aos funcionários os equipamentos adequados para realizar suas atividades nas seguintes situações em que as:

  • Quando as medidas de segurança gerais não oferecem proteção completa contra riscos de acidentes e doenças ocupacionais
  • Durante a implementação de medidas de proteção coletiva e,
  • Situações de emergência.

A análise da necessidade de EPIs deve ser conduzida pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) em conjunto com o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT).

Além disso, o Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE) é responsável pela fiscalização, impondo multas às empresas que não cumprem as regulamentações. O valor da multa varia de acordo com a gravidade da situação, podendo variar de 3 a 50 salários mínimos.

Para que serve o EPI na construção civil?

A construção civil é uma indústria dinâmica e repleta de desafios, onde a segurança dos trabalhadores é uma preocupação primordial.

Nesse contexto, os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) desempenham um papel fundamental, proporcionando segurança e proteção, além de proteger contra acidentes e doenças ocupacionais os profissionais que atuam nesse setor exigente.

No entanto, há um aspecto frequentemente negligenciado: o EPI também traz benefícios econômicos para as empresas.

Por exemplo, em tarefas consideradas insalubres ou com níveis de ruído acima dos limites permitidos, as empresas são obrigadas a pagar um adicional de insalubridade de acordo com a NR 15, que varia de 10% a 40%.

No entanto, se a empresa fornece os EPIs na construção adequados, ela pode ficar isenta desse pagamento. Ao neutralizar os ruídos prejudiciais, evita-se danos à audição dos profissionais, o que resulta em economia para a empresa.

Descubra os principais benefícios oferecidos pelo EPI na construção civil

Investir em EPI na obra traz uma série de benefícios significativos tanto para as empresas quanto para seus profissionais, principalmente os equipamentos na construção civil. Aqui estão quatro dos principais benefícios:

1 – Segurança e preservação da saúde

O EPI é essencial para garantir a segurança dos trabalhadores e preservar sua saúde. Vai além da proteção contra acidentes, abrangendo também a prevenção de doenças ocupacionais e a exposição a substâncias tóxicas.

Ao investir em EPIs adequados, as empresas fornecem condições ideais de trabalho, promovendo a saúde a longo prazo dos profissionais.

2 – Aumento da produtividade

Realizar tarefas sem os equipamentos adequados pode resultar em perda de tempo, pois os profissionais precisam ser cautelosos para se proteger.

Ter os materiais corretos e úteis garante uma melhor execução do trabalho.

Além disso, um ambiente de trabalho seguro reduz a quantidade de ausências por motivos de saúde, aumentando a produtividade e a eficiência dos processos.

3 – Conformidade com as normas regulamentadoras

Fornecer os equipamentos necessários é uma obrigação das empresas de acordo com as Normas Regulamentadoras.

Ao entregar esses equipamentos aos colaboradores, a organização garante o cumprimento das regulamentações.

Isso reduz a probabilidade de multas em auditorias externas e evita problemas legais relacionados a indenizações, por exemplo.

4 – Fortalecimento da imagem da empresa

A reputação de uma empresa pode ser impactada de forma irreversível por crises de imagem. Acidentes ou problemas decorrentes da falta de EPIs nas construções podem desencadear tais crises.

Já por outro lado, empresas que adotam boas práticas de segurança são valorizadas no mercado, melhorando sua imagem perante o público em geral. Isso facilita a busca por investimentos e parcerias.

Proteger os profissionais de sua empresa por meio do uso adequado de Equipamentos de Proteção não apenas reduz os riscos de acidentes e doenças ocupacionais, mas também demonstra um compromisso valioso com o bem-estar de cada membro da equipe.

Quais são os principais tipos de EPI na construção civil?

Na construção civil, existem vários Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) essenciais para garantir a segurança dos trabalhadores. Aqui estão alguns dos principais EPIs utilizados nesse setor:

  1. Capacete de segurança: O capacete é fundamental para proteger a cabeça contra impactos de objetos em queda, choques elétricos e outros perigos. Ele é projetado para absorver impactos e prevenir lesões graves na região craniana.
  • Óculos de proteção: Os óculos de proteção são utilizados para proteger os olhos de partículas, detritos, respingos de produtos químicos e outros agentes que possam causar lesões oculares. Eles devem possuir lentes resistentes a impactos e ser adequados ao tipo de trabalho realizado.
  • Luvas de segurança: As luvas são essenciais para proteger as mãos dos trabalhadores contra cortes, abrasões, queimaduras, substâncias químicas e outros riscos. Existem diferentes tipos de luvas, cada uma adequada a um tipo específico de tarefa.
  • Calçados de segurança: Os calçados de segurança são projetados para proteger os pés contra quedas de objetos pesados, perfurações, escorregões, entre outros riscos. Eles devem possuir solado antiderrapante, biqueira de aço e ser confortáveis para uso prolongado.
  • Cinto de segurança: O cinto de segurança é utilizado em trabalhos em altura, como em andaimes e estruturas elevadas. Ele permite que o trabalhador esteja conectado a um ponto de ancoragem seguro, prevenindo quedas e garantindo a proteção em caso de acidentes.
  • Protetor auricular: O protetor auricular é utilizado para reduzir a exposição a ruídos intensos, comuns em obras de construção. Ele protege a audição dos trabalhadores, prevenindo danos e problemas de saúde relacionados ao ruído excessivo.
  • Máscara respiratória: A máscara respiratória é utilizada para proteger os trabalhadores contra a inalação de poeira, fumos, gases, vapores tóxicos e outros contaminantes presentes no ambiente de trabalho. Existem diferentes tipos de máscaras, dependendo do nível de proteção necessário.

Esses são apenas alguns exemplos dos principais EPIs utilizados na construção civil. Porém é importante ressaltar que a escolha e o uso adequado dos equipamentos na construção civil devem seguir as normas regulamentadoras e ser orientados por profissionais especializados em segurança do trabalho.

Isso porque cada tarefa e ambiente de trabalho podem exigir EPIs específicos para garantir a segurança e proteção adequadas aos trabalhadores.

Equipamento de proteção individual na construção civil o uso é obrigatório

Na construção civil, é imprescindível o uso obrigatório dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para garantir a segurança dos trabalhadores. De acordo com as normas estabelecidas pelo Ministério do Trabalho, é determinado que todos os profissionais envolvidos em obras devem utilizar adequadamente os EPIs.

Essa exigência legal visa proteger os trabalhadores contra possíveis acidentes no ambiente de trabalho. É importante ressaltar que a não utilização dos EPIs pode resultar em multas, além de, em caso de acidentes, acarretar em indenizações.

Ao utilizar corretamente os equipamentos de proteção, os trabalhadores podem executar suas tarefas de forma segura, minimizando os riscos de acidentes.

O que elimina a necessidade de pagamentos de indenização por acidentes de trabalho, além de proteger a vida dos profissionais envolvidos.

Portanto, a utilização dos EPIs na construção civil é fundamental para garantir a segurança dos trabalhadores, evitar penalidades legais e preservar a integridade física de todos os envolvidos no ambiente de trabalho.

Os comentários foram encerrados, mas trackbacks e pingbacks estão abertos.